Abra sua empresa - Fast Food Vegano

Abra sua empresa - Fast Food Vegano

O crescente interesse do consumidor na alimentação baseada em opções veganas tem apresentado uma oportunidade para novos negócios.

Entendendo o mercado e o estilo de vida vegano

O estilo de vida dos veganos baseia-se em não consumir nem utilizar nada que contenha componentes de origem animal.

Segundo uma pesquisa do IBOPE realizada no Brasil em abril deste ano, 14% da população se declara vegetariana. Esse percentual representa quase 30 milhões de brasileiros.

O mesmo estudo aponta que grande parte destas pessoas são veganas. Além disso, mais da metade dos entrevistados revelaram que consumiriam mais produtos veganos, caso existisse uma maior oferta destes itens no mercado.

A saber essa derivação do vegetarianismo evita o consumo de qualquer subproduto animal, incluindo carne, leite, ovos e mel.

Em resumo, é um estilo de vida que as pessoas escolhem para ser mais saudável, além de se mostrar mais amigável para o meio ambiente.

Seus adeptos costumam defender o direito dos animais e buscar uma vida mais sustentável. Por isso, os veganos também evitam todo e qualquer produto que tenha sido testado em animais.

Sem dúvidas, essa postura ou estilo de vida apresenta-se além de uma tendência. Ou seja, é um modelo de vida cada vez mais difundido no país e no mundo.

Por isso, o mercado vegano tem se mostrado cada vez mais promissor e despertado o interesse de muitos empreendedores.

Mas mesmo com um grande público e algumas empresas que conquistam cada vez mais visibilidade, ainda há poucas opções veganas que atendam este tipo de consumidor.

Ou melhor, ainda existem muitas lacunas que podem ser preenchidas para que o público-alvo deste segmento sinta-se atendido em suas necessidades.

Dito isso, se você está buscando um nicho para investir, este setor pode ser uma boa opção para abrir a sua empresa.

Além do mais, é um mercado que não se resume somente à alimentação. Mas também engloba a indústria de confecção, produtos de beleza, acessórios, artigos de limpeza, etc.

Então, se essa ideia parece “saudável” o suficiente para você investir seu tempo e capital, nos acompanhe neste artigo e descubra como colocá-la em prática.

Quais os nichos que você pode empreender?

Sem dúvidas, antes de iniciar o seu negócio, você precisará fazer uma pesquisa de mercado. Essa análise lhe dará um ponto de partida para colocar em prática sua ideia.

Além disso, você precisa pesquisar o seu público-alvo. Ou seja, onde reside ou quais os lugares que frequenta a comunidade vegana em sua cidade.

A localização é um dos fatores decisivos, principalmente quando se trata de um negócio de nicho como um negócio vegano.

Pelo fato destes consumidores buscarem um estilo de vida saudável, a localização ideal pode ser próxima a um estúdio de yoga, estabelecimentos voltados para produtos orgânicos e pequenos comércios independentes que costumam atrair os adeptos do veganismo.

Além de abrir um restaurante alternativo ou um fast food vegano, se você é um bom cozinheiro pode oferecer cursos online ou presenciais ensinando diferentes receitas e dicas de culinária.

Do mesmo modo, você pode organizar workshops de culinária vegana. Além disso, existem pessoas que gostariam de oferecer um cardápio vegano em suas recepções ou confraternizações. Que tal se especializar em casamentos e outros eventos?

Você também pode iniciar sua incursão no empreendedorismo atuando na área de educação e mídia. Para isso, aprofunde seus conhecimentos em mídia digital e compartilhe suas ideias sobre veganismo, estilo de vida saudável e consumismo.

Mas suas habilidades estão voltadas para área da estética? A oportunidade pode estar no nicho da beleza. O investimento em linhas de maquiagem orgânicas e ecologicamente corretas ainda representa uma grande lacuna neste mercado.

As ideias acima lhe despertaram a atenção? Então siga a leitura e veja ainda neste post como obter o selo vegano e formalizar o seu negócio.

Como obter o selo vegano para os seus produtos?

Para atuar neste setor e obter a certificação de seus produtos, você pode submeter uma requisição à Sociedade Vegetariana Brasileira.

Para a certificação, a SVB faz uma análise da composição e processo de fabricação dos produtos.Durante o processo, a entidade solicitará uma lista de documentos e informações necessárias à certificação.

Se todos os documentos e informações forem aprovados e validados, a SVB emitirá um contrato que será assinado entre as partes interessadas.

Neste acordo constarão todas as exigências e compromissos assumidos pelo certificado a respeito da composição e processo de desenvolvimento e fabricação do produto em questão.

O documento assegura que o produto não contém qualquer ingrediente de origem animal ou ingrediente testado em animais.

Desta forma, mediante o pagamento de uma taxa, a sociedade permite o uso do selo vegano pelo prazo de 12 meses.

Esse prazo poderá ser renovado ao final do período por meio da atualização da documentação. Segundo a SVB, o objetivo principal do selo é fortalecer os ingredientes e produtos veganos em todos os elos da cadeia de produção de alimentos, cosméticos, entre outros produtos.

 

Como buscar as licenças necessárias e formalizar a sua empresa?

Além do fato de que você estará vendendo alimentos, roupas ou cosméticos veganos, será necessário obter licenças necessárias para operar e formalizar o seu empreendimento.

Antes de tudo, é importante fazer uma consulta prévia para verificar se o local escolhido para estabelecer a sua empresa está de acordo com as normas locais.

Por isso, consulte a prefeitura municipal da cidade na qual pretende se instalar para obter orientações específicas para o início das atividades.

Empresas do ramo de alimentação, por exemplo, devem ficar atenta às regras das boas práticas da Vigilância Sanitária.

Feito isso, a formalização como empresário individual ou sociedades serão registradas na Junta Comercial Estadual. Com este registro, o empreendedor poderá obter o CNPJ no site da Receita Federal.

No caso de Microempreendedor Individual MEI o processo é simplificado e realizado de forma gratuita no portal do empreendedor. Vale lembrar que para se enquadrar nesta categoria a receita anual deve se limitar a R$ 81 mil.

Nesta etapa, o empreendedor terá que lidar com várias etapas e procedimentos, assim como algum conhecimento sobre estruturas jurídicas, Classificação Nacional das Atividades Econômicas – CNAE, objeto e contrato social.

No entanto, este não precisa ser um obstáculo para legalizar o seu negócio. Visto que atualmente estas informações estão mais acessíveis e podem ser encontradas com uma boa pesquisa.




 

  • Passo 01

    Escolha o nome do seu negócio

    O nome do seu negócio será identificado como “nome fantasia” já a razão social é o nome que será registrado como pessoa jurídica.

  • Passo 02

    Defina o ramo de atividade do seu negócio

    Os ramos são:
    Indústria : Que produz bens.

    - Comércio atacadista : Que vende mercadorias, para empresas que revenderão os produtos.

    - Comércio varejista : Que vende mercadorias diretamente ao consumidor final.

    - Prestação de serviços : Que prestam serviços, para pessoas físicas e jurídicas.

     

  • Passo 03

    Qual o tipo da sua empresa?

    - Empresário (Individual)
    Trata-se de uma empresa que é titulada apenas por uma só pessoa física, que integraliza bens próprios à exploração do seu negócio. 

    - Sociedade Empresária Limitada
    Reúne dois ou mais sócios para a exploração de uma ou mais atividade econômica.

    - Sociedade Simples Limitada
    É formada por pessoas que exercem profissão intelectual, de natureza científica, literária ou artística.

    - Empresa Individual de Responsabilidade Limitada (Eireli)
    É uma categoria empresarial que permite a constituição de uma empresa com apenas um sócio: o próprio empresário.

     

  • Passo 04

    Registro e formalização

    Apresentar alguns documentos como endereço do local que sua empresa funcionará além dos documentos dos sócios.
    A burocracia deixe com a Montreal.

     

  • Passo 05

    Pronto!

    Montreal Contabilidade auxilia você em todos os itens acima e também formaliza o contrato social.

    Preencha o formulário abaixo e abra a sua empresa agora !


Montreal Essencial

 

  • Faturamento até 35 mil
  • Até 10 notas fiscais emitidas
  • Até 15 documentos contábeis
  • Até 1 extrato bancário
  • Apuração de impostos
  • Balanço Patrimonial
  • Obrigações Acessórias
  • Demonstrativo do Resultado
  • Folha de pagamento dos sócios
  • Folha de pagamento para funcionários
  • Declaração de IR pessoa física
  • Certificado Digital
  • Sistema Financeiro
  • Baixa de empresa
Montreal Master

 

  • Faturamento até 75 mil
  • Até 20 notas fiscais emitidas
  • Até 30 documentos contábeis
  • Até 2 extratos bancários
  • Apuração de impostos
  • Balanço Patrimonial
  • Obrigações Acessórias
  • Demonstrativo do Resultado
  • Folha de pagamento dos sócios
  • Folha de pagamento para funcionários - Até 3
  • Declaração de IR pessoa física
  • Certificado Digital
  • Sistema Financeiro
  • Baixa de empresa
Montreal Premium

 

  • Faturamento até 150 mil
  • Até 50 notas fiscais emitidas
  • Até 60 documentos contábeis
  • Até 5 extratos bancários
  • Apuração de impostos
  • Balanço Patrimonial
  • Obrigações Acessórias
  • Demonstrativo do Resultado
  • Folha de pagamento dos sócios
  • Folha de pagamento para funcionários - Até 5
  • Declaração de IR pessoa física
  • Certificado Digital
  • Sistema Financeiro
  • Baixa de empresa

Se o seu negócio não se encaixa nos modelos acima, entre em contato e solicite uma proposta agora mesmo!

Montreal Contabilidade

Abra sua empresa

Conte com a Montreal para agregar valor ao seu negócio. Converse com a gente!