Abra seu negócio - Hospital Veterinário

Abra seu negócio - Hospital Veterinário

É crescente a participação de animais de estimação, principalmente cães e gatos, como membros das famílias. Dessa maneira, o universo dos animais de estimação gera lucro para os mais diversos setores do mercado brasileiro. Nesse cenário, quem sai ganhando são donos de pet shop, indústria de objetos para os animais, fabricantes de ração e empreendedores que desejam abrir clínicas veterinárias. Quer iniciar o seu negócio? Continue lendo:

QUER EMPREENDER? SAIBA COMO ABRIR UMA CLÍNICA VETERINÁRIA DE SUCESSO!
SOBRE O MERCADO

É crescente a participação de animais de companhia, principalmente cães e gatos, como membros das famílias. Dessa maneira, o universo dos animais de estimação gera lucro para os mais diversos setores do mercado no Brasil. O país é o segundo maior mercado pet do mundo, de acordo com a Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação – ABINPET, com faturamento de mais de R$ 16 bilhões no último ano. Diante disso, o mundo dos animais de estimação ganhou nos últimos anos ares de sofisticação e luxo, já que o mercado cada vez mais atento às necessidades desse público, chamados pets, vem criando novos serviços e produtos. Além de contar com alisamentos de pelos, tosas personalizadas, entre uma série de outros tratamentos de higiene e beleza, os pets modernos também são contemplados com serviços de babás, passeadores, adestradores, psicólogos e clínicos veterinários especializados.

O Brasil é um dos cinco maiores mercados veterinários em todo o mundo. O setor vem apresentando crescimento constante em âmbito internacional. A indústria brasileira de produtos e serviços para animais de estimação está cada vez mais em evidência. De acordo com a Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação (ABINPET), o Brasil representa um dos principais mercados emergentes do setor no mundo, com cerca de 106 milhões de animais de estimação. Segundo a ANFAL PET (Associação Nacional dos Fabricantes de Produtos para Animais de Estimação), o Brasil é o segundo país do mundo com maior população de animais domésticos, perdendo só para os Estados Unidos. De acordo com a ABINPET são 37,1 milhões de cães; 21,3 milhões de gatos; 26,5 milhões de peixes; 19,1 milhões de aves e 2,17 milhões de outros animais (répteis e pequenos mamíferos).

Segundo dados do IBGE, os últimos quatro anos houve um aumento de 17,6% no número de cães e gatos no Brasil. Segundo estimativas do IBOPE, cerca de 59% dos domicílios têm algum animal de estimação, sendo que em 44% deles há pelo menos um cachorro e em 16% pelo menos um gato. Conforme a mesma fonte, 63% das famílias das classes A e B possuem animais de companhia. Já na classe C, este número é de 64%, e na classe D este percentual cai para 55%. Referente ao perfil consumidor, o aumento do poder aquisitivo do brasileiro exerce forte influência na expansão do mercado pet, fato que permitiu o ingresso de novos consumidores à economia de mercado, aumentando a demanda por bens de consumo e serviços. A aceleração do crescimento econômico, a ampliação do credito, a elevação da renda, o aumento do salário, a expansão dos programas sociais são também fatores favoráveis à criação de um mercado consumidor de massa. O fortalecimento da classe C vem oferecendo um vasto campo de oportunidade para as empresas que souberem atender as necessidades desse consumidor.

PLANO DE NEGÓCIOS

O plano de negócios serve para que o empreendedor tenha uma visão mais ampla sobre a empresa e o mercado no qual está inserida. No plano de negócios você irá definir assuntos como por exemplo, os serviços e produtos que irá oferecer. Além disso, o plano de negócios também detalha a questão financeira e os recursos humanos que você poderá contar para o desenvolvimento da empresa.

Para desenvolver o planejamento, é necessário juntar todos os investimentos de material, equipamento, pagamentos de funcionários e maquinário. Além disso, deve-se pesquisar também o público que irá contratar o seu serviço, quem serão seus principais concorrentes, o mercado e muito mais.

RESUMO DOS PRINCIPAIS PONTOS DO PLANO DE NEGÓCIO:

O que é o negócio;
Quais os principais produtos e/ou serviços;
Quem serão os seus principais clientes;
Onde será localizada a empresa;
O montante de capital a ser investido;
Qual será o faturamento mensal;
Em quanto tempo espera que o capital investido retorne;

Saiba a importância de ter um plano de negócios em sua empresa

ESCOLHA O LOCAL

A localização é um dos principais fatores para o sucesso de um empreendimento. Para o empreendedor que deseja abrir uma clínica veterinária, ele precisara considerar a elaboração de uma pesquisa detalhada no mercado onde pretende montar a clínica, já que com esses dados, é possível escolher a localização perfeita para instalar o seu negócio. Outros fatores que precisam ser considerados além do estudo do público alvo são as questões de acessibilidade, ou seja, estacionamento, metrô e pontos de ônibus próximos e visibilidade, como por exemplo, escolher regiões de centros comerciais, que possuem um alto fluxo de pessoas.

COLABORADORES

A contratação de colaboradores para abrir uma clínica veterinária dependerá da necessidade e tamanho do empreendimento. Mas, para iniciar, o empresário deverá contar com médico veterinário, auxiliar veterinário e recepcionista.

Para a clínica veterinária que também ofereça serviço comum em pet shops (banhos, tosas e a comercialização de produtos e acessórios), também é necessária a contratação de profissionais qualificados e experientes nos serviços prestados.

Vale ressaltar que o sucesso do negócio está ligado ao trabalho em equipe. Portanto, é necessário que o empreendedor saiba recrutar, selecionar, treinar, motivar e avaliar seus colaboradores.


ESTRUTURA E EQUIPAMENTOS

A estrutura mínima recomendável para abrir uma clínica veterinária tem que estar de acordo com a Resolução nº 1.015/2012, do Conselho Federal de Medicina Veterinária – CFMV, que conceitua e estabelece condições para o funcionamento dos estabelecimentos médicos veterinários. Essa resolução especifica as condições de funcionamento para os estabelecimentos veterinários de pequenos animais. Ela deve ser fonte de consulta tanto para os profissionais que primam por oferecer um trabalho de qualidade quanto para os proprietários de animais de estimação com interesse em saber se o atendimento oferecido por hospitais, clínicas, consultórios e ambulatórios veterinários está adequado às exigências estabelecidas. A nova norma define que a clínica veterinária é destinada a consultas e tratamentos clínico-cirúrgicos, podendo haver internações desde que o local funcione por 24 horas, com a presença de um médico-veterinário em tempo integral, mesmo que não haja atendimento ao público.

Este espaço deve ser suficiente para ter o setor de atendimento, com sala de recepção, consultório, geladeira com termômetro de máxima e mínima para manutenção exclusiva de vacinas, antígenos e outros produtos biológicos e sala de arquivo médio.

No caso dos estabelecimentos que optarem pelo atendimento cirúrgico e internação, deve contar com sala de preparo e recuperação dos pacientes; sistemas de provisão de oxigênio e ventilação mecânica; armário de fácil acesso com chave para guarda de medicamentos controlados e armário para descartáveis necessários a seu funcionamento; e, no caso dos medicamentos sujeitos a controle, será obrigatória a sua escrituração em livros apropriados, de guarda do médico veterinário responsável técnico, devidamente registrados nos órgãos competentes; sala de antissepsia e paramentação com pia e dispositivo dispensador de detergente sem acionamento manual; sala de lavagem e esterilização de materiais, contendo equipamentos para lavagem, secagem e esterilização de materiais; baias, boxes ou outras acomodações individuais e de isolamento compatíveis com os animais a elas destinadas, de fácil higienização, obedecidas as normas sanitárias municipais e/ou estaduais; sala de lavagem e esterilização de materiais pode ser suprimida quando o estabelecimento utilizar a terceirização destes serviços, comprovada pela apresentação de contrato/convênio com a empresa executora e, finalmente, a sala cirúrgica.

Existem vários equipamentos necessários para iniciar uma clínica veterinária. Deixaremos abaixo alguns principais:

Mesas e cadeiras;
Cadeiras para recepção;
Computadores, telefone, impressora;
Mesa de inox para atendimento;
Maca;
Medicamentos;
Armário clínico;
Monitor de pressão arterial;
Balança;
Estetoscópio;
Lanterna clínica;
Agulhas veterinárias;
Fontes de luz;
Termômetro;
Produtos de higienização;
Entre outros.

DIVULGAÇÃO E DICAS

A divulgação é um importante instrumento para tornar a empresa e seus serviços conhecidos pelos clientes potenciais. Para o empreendedor que deseja abrir uma clínica veterinária, o uso de estratégias de marketing de qualidade pode funcionar como fatores determinantes para o sucesso de um negócio. A primeira regra antes de divulgar uma empresa de serviços é fazer a definição do seu público alvo, conforme o serviço prestado. Depois dessa definição, o próximo passo é partir para os investimentos mais adequados para este fim.

O empreendedor poderá utilizar das mais variadas ações de comunicação para tornar a sua clínica veterinária conhecida. Ele poderá utilizar os materiais impressos, como por exemplo cartões de visita, flyers e folders e também, os meios digitais, com a criação de um site e redes sociais, para divulgar seus serviços.

Como dica de negócio, é recomendável que o empresário defina o seu segmento de atuação, além de administrar corretamente a empresa, com o conhecimento necessário do ramo. Por isso, estude bem o mercado, os concorrentes e fique por dentro de todas as tendências desse setor. Como um diferencial, realize cursos e capacitações, participe de workshops e feiras voltadas ao negócio. É muito importante ter conhecimento para que você possa se tornar o melhor da área, entregando um serviço de qualidade.

DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA

Os documentos necessários para abrir uma clínica veterinária são simples:

Documentação na Junta Comercial;
CNPJ;
Cópia autenticada do RG e CPF;
Secretaria Estadual da Fazenda;
IPTU do imóvel;
Cópia do Contrato de Locação ou Compra e Venda;
Alvará de funcionamento;
Entre outros documentos específicos.

 




 

  • Passo 01

    Escolha o nome do seu negócio

    O nome do seu negócio será identificado como “nome fantasia” já a razão social é o nome que será registrado como pessoa jurídica.

  • Passo 02

    Defina o ramo de atividade do seu negócio

    Os ramos são:
    Indústria : Que produz bens.

    - Comércio atacadista : Que vende mercadorias, para empresas que revenderão os produtos.

    - Comércio varejista : Que vende mercadorias diretamente ao consumidor final.

    - Prestação de serviços : Que prestam serviços, para pessoas físicas e jurídicas.

     

  • Passo 03

    Qual o tipo da sua empresa?

    - Empresário (Individual)
    Trata-se de uma empresa que é titulada apenas por uma só pessoa física, que integraliza bens próprios à exploração do seu negócio. 

    - Sociedade Empresária Limitada
    Reúne dois ou mais sócios para a exploração de uma ou mais atividade econômica.

    - Sociedade Simples Limitada
    É formada por pessoas que exercem profissão intelectual, de natureza científica, literária ou artística.

    - Empresa Individual de Responsabilidade Limitada (Eireli)
    É uma categoria empresarial que permite a constituição de uma empresa com apenas um sócio: o próprio empresário.

     

  • Passo 04

    Registro e formalização

    Apresentar alguns documentos como endereço do local que sua empresa funcionará além dos documentos dos sócios.
    A burocracia deixe com a Montreal.

     

  • Passo 05

    Pronto!

    Montreal Contabilidade auxilia você em todos os itens acima e também formaliza o contrato social.

    Preencha o formulário abaixo e abra a sua empresa agora !


Montreal Essencial

 

  • Faturamento até 35 mil
  • Até 10 notas fiscais emitidas
  • Até 15 documentos contábeis
  • Até 1 extrato bancário
  • Apuração de impostos
  • Balanço Patrimonial
  • Obrigações Acessórias
  • Demonstrativo do Resultado
  • Folha de pagamento dos sócios
  • Folha de pagamento para funcionários
  • Declaração de IR pessoa física
  • Certificado Digital
  • Sistema Financeiro
  • Baixa de empresa
Montreal Master

 

  • Faturamento até 75 mil
  • Até 20 notas fiscais emitidas
  • Até 30 documentos contábeis
  • Até 2 extratos bancários
  • Apuração de impostos
  • Balanço Patrimonial
  • Obrigações Acessórias
  • Demonstrativo do Resultado
  • Folha de pagamento dos sócios
  • Folha de pagamento para funcionários - Até 3
  • Declaração de IR pessoa física
  • Certificado Digital
  • Sistema Financeiro
  • Baixa de empresa
Montreal Premium

 

  • Faturamento até 150 mil
  • Até 50 notas fiscais emitidas
  • Até 60 documentos contábeis
  • Até 5 extratos bancários
  • Apuração de impostos
  • Balanço Patrimonial
  • Obrigações Acessórias
  • Demonstrativo do Resultado
  • Folha de pagamento dos sócios
  • Folha de pagamento para funcionários - Até 5
  • Declaração de IR pessoa física
  • Certificado Digital
  • Sistema Financeiro
  • Baixa de empresa

Se o seu negócio não se encaixa nos modelos acima, entre em contato e solicite uma proposta agora mesmo!

Montreal Contabilidade

Abra sua empresa

Conte com a Montreal para agregar valor ao seu negócio. Converse com a gente!